Minha Rotina

Conheça as doenças mais perigosas para crianças em situação de falta de saneamento básico!

O saneamento básico é caracterizado pelo conjunto de medidas governamentais nacionais ou estaduais que auxiliam na manutenção da qualidade de vida da população. Deste modo, por consequência, é possível promover a saúde e evitar a proliferação de doenças erradicáveis que levam famílias a óbito. 

Algumas das principais medidas estão relacionadas com o tratamento de água e esgoto, coleta de lixo, higienização das ruas, drenagem de águas pluviais e presença de encanamentos apropriados em termos de infraestrutura. Ainda assim, atualmente, muitos bairros não cumprem tais requisitos, o que é extremamente prejudicial. 

Um dos segmentos populacionais mais atingidos nesse sentido, são as crianças, que podem contrair doenças nos momentos de lazer, durante idas à escola ou mesmo serem mais suscetíveis a parasitoses de origem alimentar. 

Pensando nisso, o presente artigo tem o objetivo de apresentar as doenças mais perigosas para crianças que vivem em situação de falta de saneamento básico. Deste modo, é possível conhecer a gravidade de cada uma e construir uma conscientização a respeito da problemática. Não deixe de conferir!

Problemática antiga, mas atual…

A falta de saneamento básico assola a população há muitos anos, contudo, o problema parece estar distante de ser resolvido. Quando se tem encanamentos nas casas, em casos de imprevistos, basta contatar uma empresa desentupidora próxima ou um encanador especializado para resolver.

No entanto, quando falamos de ausência de infraestruturas que garantem a qualidade de vida, nos referimos ao enfrentamento de esgotos a céu aberto, onde fezes e urina estão expostos durante brincadeiras infantis, lixos espalhados pelas ruas, que possuem animais transmissores de doenças e alimentos contaminados pela falta de água potável encanada. 

Com isso, os óbitos de crianças por doenças consideradas relativamente fáceis de evitar em ambientes adequados ou mesmo de simples tratamento, são bastante comuns. Acompanhe a seguir para conhecer as principais infecções e suas respectivas características!

Esquistossomose

A Esquistossomose é conhecida como a doença do caramujo e além de poder ser fatal, esta é comumente contraída por crianças em situações de falta de saneamento básico. A doença é causada por um trematódeo (parasita) denominado cientificamente como Schistosoma mansoni. 

O ciclo da doença se inicia com uma pessoa contaminada que elimina ovos do parasita por meio de suas fezes. Em locais sem saneamento, as fezes vão parar em esgotos a céu aberto (ambientes com água), onde caramujos do gênero Biomphalaria geralmente habitam. Tais caramujos são infectados pelo estágio posterior do ciclo, denominado de cercária. 

As cercárias penetram a pele humana e lá sofrem modificações, se encaminhando diretamente para o sangue e indo primeiramente para o coração e pulmão. Após isso, os parasitas vão para o fígado e posteriormente para o intestino do hospedeiro, que recomeça o ciclo. 

Os principais sintomas da doença, são: 

  • Febre;
  • Prurido e Vermelhidão;
  • Diarreia; 
  • Perda de Apetite;
  • Dores de Cabeça;
  • Palpitações; 
  • Aumento significativo do fígado; 
  • Perda de Peso;

Caso não tratada a tempo e corretamente, a esquistossomose pode ser fatal para as crianças.

Ascaridíase

A ascaridíase é popularmente conhecida como lombriga e apesar de ser “menosprezada” por muitos, esta pode sim levar crianças vulneráveis a óbito. Quando um hospedeiro elimina fezes com ovos de Ascaris lumbricoides em água não tratada e tal água é utilizada para regar hortaliças, que são consumidas sem higienização, a infecção acontece. 

Os principais sintomas da doença são: 

  • Dor de Barriga; 
  • Enjoo; 
  • Vômitos; 
  • Tosse; 
  • Febre;
  • Dor no Peito; 
  • Catarro com Sangue; 

As condições de saneamento impedem a proliferação dessa doença. Mas se o quadro for grave e não houver intervenção dentro de determinado tempo, há grandes riscos de fatalidades ou comprometimentos de saúde contundentes. 

Outras doenças perigosas para crianças em situação de falta de saneamento, são: 

  • Febre Tifóide;
  • Hepatites;
  • Cólera;
  • Doença de Chagas; 
  • Leptospirose; 
  • Teníase;

Pets e Crianças: Veja os cuidados básicos para bichinhos de estimação não transmitirem doenças aos pequenos

Um dos motivos mais comuns para o adoecimento dos pets é o fato de não terem uma rotina fora do seu quadrado de convívio. Isso porque muitos tutores acham que se seus pets tiverem apenas um cantinho só pra ele, isso será suficiente, mesmo que preso àquele ambiente. Veremos agora 4 dicas de cuidados básicos para o seu pet.

Passeie com seu Pet

Por isso é imprescindível que você possa sair com seu Pet, realizando passeios de forma frequente. Pode ser com você ou com um parente (ou até um cuidador pago), seu pet precisa respirar novos ares e isso é importante para a saúde dele! No caso dos cães isso se agrava ainda mais, pois eles necessitam de explorar os ambientes novos e assim fazer suas necessidades.

Vacinação em dia!

Essa é uma daquelas dicas bem lógicas e óbvias, mas que muita gente deixa passar despercebida. Os nossos pets estão sujeitos a doenças que podem ser evitadas por uma simples vacinação. Muitas dessas doenças podem ser fatais para nossos bichinhos. Por isso a importância de manter as vacinas do seu pet em dia.

Se você vai viajar então… É ainda mais importante visitar seu veterinário de confiança e consultar a necessidade de vacinação do seu pet. Isso é ainda mais importante quando o destino da sua viagem só permite a entrada do seu animalzinho se ele tiver determinado tipo de vacina aplicada. 

Por isso é essencial procurar saber esses tipos de exigências se você pensa em viajar com seu bichinho.

Fique atento as janelas e portas

Se você mora em uma casa ou apartamento que esteja nas alturas, precisará proteger seu pet das janelas e até mesmo de portas. Isso porque nas janelas seu bichinho poderá encontrar um perigo imediato de frente a altura e você precisa protegê-lo de queda. 

As telas de proteção são aqui a sua obrigação para garantir a proteção do seu bichinho tão amado.

Existem diversas empresas especializadas nesse tipo de serviço na instalação de telas de proteção. Mas essas telas podem servir também para evitar qualquer risco do seu pet fugir ou adentrar em locais que não são bem vindos. 

Para seu investimento ser o melhor possível, exija que a tela de proteção seja a mesma que é instalada para proteção de crianças. Assim terá mais segurança e dormirá sem peso na consciência.

Higiene do Pet – Cuidado

Parece outra dica óbvia, mas essa também poucos tutores estão a fim de seguir. A higiene do pet pode evitar muitos problemas no médio e longo prazo na vida do seu bichinho. Por exemplo, você pode escovar os pelos do seu pet para evitar que os pelos fiquem soltos e ele engula.

Também é importante limpar as patinhas do seu bichinho sempre que terminar um passeio na rua, a fim de livrar seu pet e sua casa de bactérias externas. 

Outro cuidado essencial é no banho do seu animalzinho de estimação, dando atenção a frequência que deve ser medida por algumas características como idade do seu pet, pelagem e saúde do seu animal. 

Dar atenção a esses pontos é fundamental para saúde, segurança e satisfação na vida do seu bichinho e da sua vida como tutor responsável e amoroso.